sexta-feira, 31 de agosto de 2018

ARMA DE FOGO: COMPRE ARMAS COM REDUÇÃO DE IMPOSTOS

Um dos instrumentos de trabalho dos Agentes de Segurança do Brasil é um dos dez produtos com maior carga tributária do país. O imposto sobre uma arma de fogo pode chegar a mais de 70% sobre o valor do produto.
O valor exorbitante de impostos incidentes sobre as armas de fogo dificulta a aquisição desses produtos por parte de policiais militares, ou qualquer outro agente da Lei.
Há, no entanto, uma defesa entre a categoria policial militar que pede a isenção dos impostos ou ao menos parte deles como ocorre com os profissionais taxistas, que podem adquirir veículos com impostos reduzidos. Nas armas de fogo fabricadas no Brasil, por exemplo, há a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), os quais por si só já correspondem a mais de 50% das armas.

Um pistola calibre .40, por exemplo, que custa em média R$ 3 mil, tem incidência de impostos em mais de R$ 1.700,00, onde, caso fosse isento de impostos o militar ao adquirir essa arma, pagaria cerca de R$ 1.300,00 no máximo.

Atualmente, as armas de fogo estão entre os dez produtos com maiores carga tributárias no Brasil, onde parte destes impostos são destinados ao Fundo Nacional de Segurança Pública. Contudo, o Governo Federal justifica a alta incidência de impostos sobre as armas de fogo devido a sua atuação direta na violência e criminalidade nas cidades.

No entanto, o candidato a Deputado Federal de Pernambuco discorda da posição do Governo Federal ao tentar aumentar ainda mais a alíquota do IPI sobre armas de fogo e munições: "Quem compra uma arma para cometer delitos, adquire-a no mercado negro, contrabandeada, onde a administração tributária não consegue chegar, não cabe então, impostos tão abusivos com a desculpa de redução de criminalidade" finalizou Nadelson Costta-1726, cabo da PMPE e vice-presidente da Associação dos Policiais e Bombeiros de Pernambuco, que inseriu em seus projetos de campanha, a redução de impostos incidentes nas armas de fogo adquiridas por Policiais e Bombeiros Militares.
CLIQUE  E VISITE A PÁGINA DE NADELSON COSTTA
A editora chefe do Blog Michelle Siqueira indica o Cabo Nadelson Costta 1726, vote certo!!




Deixe sua opinião:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da matéria?
Deixe o seu Comentário, Crítica, Elogio ou Sugestão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...