quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

CASO THIAGO: COMENTÁRIO INFELIZ SOBRE A MORTE DO TEN. SÁVIO E DESCULPAS EM REDE SOCIAL



Em meio aos festejos do Carnaval, a população de Salgueiro (PE), no Sertão Central, ainda está perplexa com um fato que repercutiu fortemente no dia de ontem (16) na cidade. A residência da artista plástica Icléia Tavares, filha do carnavalesco Jaime
Alves Concerva (o ‘Mestre Jaime’), foi alvejada na noite do último domingo (15) por vários tiros de arma de fogo – provavelmente fuzis, de uso exclusivo da Polícia Militar.

Por sorte não havia ninguém na casa, localizada na Rua Aldir Concerva (nº 1140), Bairro Novo Everest. Mas algumas crianças que brincavam próximo ao local se assustaram com os tiros. Segundo testemunhas, foram mais de 25 disparos efetuados. No dia seguinte era possível ver claramente os buracos das balas na fachada da residência.

Segundo informações, tudo começou no último sábado (14), após a morte do 1º tenente do Gati, Wesley Sávio de Sá Alves, 32 anos, lotado no 8º BPM. Ele conduzia uma caminhonete cabine dupla na BR-425, entre as cidades de Mirandiba (PE) e Carnaubeira da Penha (PE), Sertão do estado, quando perdeu o controle do veículo e capotou várias vezes. Outros três familiares do policial ficaram gravemente feridos, mas só ele faleceu no local.

Sem pensar nas consequências, o filho de Icleia, Tiago Tavares Concerva, acabou fazendo um trocadilho em tom sarcástico com o Gati, ao comentar o fato postando nas redes sociais a seguinte frase: "Gati bom é gati morto”. VEJA O PRINT DO COMENTÁRIO>>>

Queixa

Preocupada, a mãe de Tiago – que atualmente mora no Recife e veio a Salgueiro prestigiar o bloco do seu pai, ‘A Bicharada’ – prestou queixa na Delegacia de Polícia Civil e em seguida procurou o comando do 8º BPM, que se comprometeu em apurar o fato. O jovem também já pediu desculpas pelo ocorrido. Mesmo assim, a família já tirou o rapaz da cidade, por medo de represálias.

O rapaz se desculpou nas redes sociais alegando estar embriagado e que não tinha conhecimento da morte do Ten. Sávio. 

Realmente foi um comentário infeliz a respeito do falecimento de um grande profissional,estamos sempre passíveis a erros e o reconhecimento do erro nos torna mais humanos. 

O Ten. Sávio era  muito querido na cidade e tinha muitos amigos, a revolta foi grande com o comentário infeliz e qualquer pessoa pode ter tomado essa atitude de atirar no portão ,não se pode afirmar que foram policiais.  

Michelle Siqueira

Deixe sua opinião:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou da matéria?
Deixe o seu Comentário, Crítica, Elogio ou Sugestão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...